A importância do review de torneios no poker

O poker é uma área em que, para se tornar uma referência no assunto, é preciso evoluir em diversos aspectos. Mais até do que outras profissões ditas tradicionais. Jogadores profissionais dão dicas todos os dias sobre como melhorar seus atributos. Mas uma recomendação é quase unanimidade entre eles: faça review de torneios. Iremos abaixo tentar mostrar a importância de incluir essa forma de estudo em sua rotina.

Quase todos os grandes jogadores de poker de alto nível que você conhece são excelentes em várias áreas. Alguns são especialistas em encontrar tells nos adversários. Outros são absurdos no conhecimento matemático do jogo. Outros são gelados e possuem total controle emocional. Tudo isso é muito importante e o jogador precisa atacar todas elas se quiser ser muito bom.

A mudança de mentalidade

A primeira chave que o jogador precisa mudar nessa jornada é seu próprio mindset. Enquanto você acreditar que é melhor que o field que joga, você estará andando em slow motion, viajando em 2ª marcha. E acredite, o ego dos jogadores (que parece ser maior que o do resto do mundo) é um grande bloqueio no avanço do conhecimento. Identificar esse “leak” é primordial.

Nossa mente precisa estar aberta ao aprendizado o tempo todo. Ainda que não se diga, existe muito pensamento do tipo “Eu jogo no live 3x por semana e tenho em média R$ X de lucro. Sou melhor que eles”.  O mesmo vale para os sit and go online da vida que se joga regularmente.

Já parou pra pensar que ao invés de R$ X de lucro você poderia ter 1,5x? 2x?! O fato de já ser um jogador lucrativo não pode ser uma âncora na sua evolução. Sempre há algo a melhorar. No início deste ano, o Yuri “TheNerdGuy” Martins traçou metas para si. Entre elas, havia “receber 2 coachs por mês”.  Veja no vídeo abaixo.

 

Se Yuri, que já é um jogador de altíssimo nível, ainda toma mais de 20 coachs no ano para melhorar no jogo, quem somos nós para achar que não podemos melhorar nosso jogo, não é verdade?

E quando entramos nessa viagem em busca do poker perfeito, temos que ter nossa mente aberta para todo tipo de mudança. Alguns dos conceitos que você tem como sólidos podem não ser tão eficazes como você pensava. Você nunca cbeta um KK com A no flop? Shovar T3o pode ser bom? Pode ser que você tenha que superar coisas assim. Não é fácil. Mas quem disse que seria?!

Encerrando este pequeno capítulo sobre mentalidade, algo que já falamos antes e iremos mencionar brevemente: entenda de uma vez por todas a dinâmica do poker. Tenha em mente que, mesmo tomando as melhores decisões, um jogador de MTT perde mais dias do que ganha. Entenda que só toma bad beat quem joga com a matemática ao seu favor. E nossa intenção é exatamente essa, na grande maioria das vezes. Ou seja, quanto mais você evoluir, mais jogará com a matemática ao seu lado, e assim, mais bad beats tomará. Simples assim. É como um jogador de futebol ter lesões ou perder um pênalti. Acontece, é chato, mas faz parte.

A parte técnica

– Tá, mas e os reviews de torneio entram em que lugar nessa história toda?

Eu sabia que você iria perguntar, pequeno Sayajin.

Mesmo com o mindset ajustado, de nada adiantará se você não evoluir na parte técnica. E você pode fazer isso de variadas formas.

Assistindo vídeos

A internet está repleta de bons conteúdos em vídeo ensinando detalhes técnicos aos jogadores. Para quem é iniciante, a gama é absurda. Para quem já tem algum nível técnico, algumas plataformas online (pagas) também estão disponíveis.

Discutindo mãos

Discutir mãos é talvez a maneira mais frequente entre os jogadores. Seja em fóruns, grupos fechados em Whatsapp, Facebook, etc, seja nos intervalos ou final de torneios live. E de fato, é algo que te faz evoluir.

Times de Poker / Coach

Para quem tem tempo disponível, participar de um time de poker é talvez a maneira mais eficiente de evoluir tecnicamente. É quando se aprende mais rápido, uma vez que o trinômio aulas/jogo/discussão é intenso e diário. O coach também é um formato que pode te fazer crescer rapidamente, uma vez que um bom instrutor poderá de cara identificar e corrigir seus erros de maneira personalizada.

Os reviews de torneio

Todas essas coisas situações acima são importantes. Mas uma outra que sempre deve acompanhar paralelamente são os reviews de torneio. Mostrar seu review de torneio é como alguém abrir a porta da sua casa e te ver nu. É como o amigo te ver chorando pela ex. Aquilo ali é você, como você é. Seu hand history mostrará que tipo de jogador é você. Como você reage em cada spot. O quão agressivo ou passivo você joga. O quanto explora e é explorado pelos adversários. O quanto você conhece do jogo.

Para quem não tem familiaridade: quando você joga online, seu software pode estar configurado para salvar, num arquivo texto, o histórico dos seus torneios. Assim você poderá, num segundo momento, reproduzir mão a mão aquele torneio. Obviamente não se pode fazer reviews de torneios live. A não ser que você tenha algum distúrbio no cérebro que te permita decorar todas as mãos.

Todo mundo tem um amigo que joga mais poker que você. Se aproxime dele e procure marcar uma review de torneio que você jogou. É importante ter alguém que tem mais conhecimento avaliando o seu jogo. Aquele outro amigo que está num mesmo nível seu também pode te ajudar. Você conhece mais sobre spots para 3bet. Ele conhece mais como jogar sem posição. Você sabe quando não fazer uma donkbet. Ele sabe dar float. Ambos podem se ajudar.

– Mas eles não querem ou não podem. Só tenho outros que conhecem menos do jogo do que eu.

Também pode ser útil fazer review com eles. Conhecer a visão deles sobre um determinado spot. Além também de ajudá-lo, por que não?! Fazer com outros o que quer que façam com você é uma troca justa.

A grande sacada de fazer uma review de torneio é: corrigir erros “para sempre”. Entre aspas pois sabemos que o poker muda rápido e o que era errado ontem pode ser correto amanhã. Se você corrige um erro onde estava perdendo 5bbs no longo prazo, por exemplo, o quanto isso será lucrativo ao longo de um ano? E em 3 anos? E se você corrigir 10 erros? Percebeu?!

Evoluir no poker significa corrigir erros, simples assim. Cada vez que você corrige um erro no seu jogo, você se torna um jogador melhor. Seu objetivo como jogador em constante evolução é eliminar os erros da sua maneira de jogar. É afiar suas percepções sobre os ranges adversários. É aplicar o size bet certo para cada tipo de spot. É saber como e quando foldar e perder menos fichas. E a cada review de torneio que você faz (não necessariamente de um torneio que voce jogou) te ajuda em pelo menos um desses pontos. Muitas vezes, especialmente para jogadores iniciantes, vale mais a pena deixar de jogar uma sessão para fazer uma review de torneios com os amigos.

Ferramentas de apoio aos reviews

Para fazer uma review, em geral, precisa-se das seguintes ferramentas de apoio:

  • Uma ferramenta de conversa em vídeo: o Skype normalmente é utilizado. Obviamente se você fará o review ao vivo com os amigos, ela não é necessária.
  • Um reprodutor das mãos dos torneios. Quase todos os HUD já possuem essa função. Mas caso não utilize o HUD, pode-se utilizar o Universal Replayer.
  • Caso for utilizar um torneio seu na review, seu software de poker deverá estar previamente configurado para salvar seu histórico e gerar o arquivo txt do torneio para importação nas outras ferramentas.
  • Uma ferramenta de análise de ranges, como o Equilab.

Não irei descrever aqui como fazer essas configurações nas ferramentas. Tem muitos vídeos disponíveis explicando cada uma delas. Basta uma googlada.

Detalhe para o Equilab (ou outra similar). Em quase todos os spots que irão analisar com um pouco mais de profundidade, você precisará pressupor os ranges envolvidos na situação. E só fará isso com uma ferramenta como o Equilab. É importante você fazer as simulações nele com frequência. Não é a intenção decorar spots como “Aqui o TJs tem 55% de equidade contra o range de shove do CO, temos que pagar”.  A ideia é se familiarizar com as situações. Quanto mais você passar e estudar aquela situação, mais provável é que você já saiba o que fazer quando se deparar com ela novamente.

Concluindo…

Falando por mim particularmente, nas últimas 3 reviews que fiz, corrigi erros em blind war, em um spot para squeeze, em alguns spots para size bets de valor, na estratégia de jogo para torneios Bounty Builder / KO e num spot para cbet. Quanto será que isso representa de ganho pra mim no médio/longo prazo? Não sei estimar, mas acredito que muito. E certamente haverão muitos outros leaks ainda a corrigir.

A sugestão é: faça reviews com regularidade. Deve ser um hábito do jogador de poker. Como discutir mãos, como ver vídeos, como jogar. Você irá perceber o quanto seu jogo irá melhorar.

GL no pano.


 

Cadastre em nossa lista para receber nosso conteúdo em primeira mão. Clique aqui para se cadastrar.

Conheça nosso podcast. Escute nosso último episódio: Entrevista com Guilherme Chenaud

Ou então continue evoluindo no poker e leia nosso último artigo: Usando o all in equity para acabar com o choro das bad beats de uma vez por todas

Anúncios

Um pensamento sobre “A importância do review de torneios no poker

  1. Pingback: Botões de atalho: Seu maior leak no poker pode ser a preguiça | RIT Podcast - Run It Twice - Poker

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s